Mudança dos tempos - Por Maria das Graças Melo


Para os confrades e confreiras esta singela mensagem:Em determinada ocasião assisti a uma palestra muito bem feita e o digno palestrante, no caso, de excelente formação na área da Psicologia e Psiquiatria, fez uma indagação que não me saiu da memória até hoje. Perguntou-nos

ele se, diante de tantas turbulências hoje enfrentadas pela sociedade contemporânea, gostaríamos de trocar os tempos hodiernos por aqueles dos séculos XVII, XVIII? Todos olharam para o palestrante com a certeza de que não trocariam de jeito nenhum. Por que tal impressão, porque a sociedade evoluiu para melhor. Adquiriu a capacidade de se reinventar a cada dia, percebeu a importância do outro, para uma vida salutar, sabe exatamente onde pisa e, o que é mais importante, com a disseminação do conhecimento, que atinge os mais diversos povos, os valores democráticos podem ser perseguidos e alcançados em maior plenitude. Os novos paradigmas, como algo que surgiu de repente, trazem impactos e dificuldades de assimilação, mas são importantes para a conquista de uma convivência salutar, onde a felicidade há de ser encontrada por todos, na medida da sua boa percepção do bom viver, sem o tangenciamento dos valores basilares de toda sociedade que busca desenvolvimento e um estado de equilíbrio. E nesse caminho vamos encontrar importantíssimos órgãos que auxiliam e nos orientam como bússolas que não deixam navegantes à deriva: são as numerosas ouvidorias que se espalham por todo o País, num importante momento em que todos tentam se encontrar, tentam encontrar um solo firme para caminhar, uma árvore frondosa onde possa abrigar-se. E a conclusão a que chego é que o mundo mudou muito para melhor, e esse mundo em transformação há de edificar-se muito bem para a felicidade de todos agora e no futuro, quando serão recebidas novas gerações. Um grande abraço para todos todos, com votos de um Feliz Natal e Próspero 2020!


  • White Google+ Icon
  • Twitter Clean
  • facebook

2020 Domingos Pascoal

Aracaju, Sergipe