COVID-19 - Por Vírman


De sutiã no nariz

Cotovelos se saudando

Sem falar um diz-que-diz

Sem viver e só sonhando


Com o dia da liberdade

Sem paredes e sem muros

Revendo minha cidade

Livre destes dias duros


Sonho! É mais fantasia

Mas confio um certo dia

Gostoso aperto de mão

Dar, receber do irmão

E olho no olho – o riso

Sentir-me no paraíso


Vírman


Tobias Barreto/SE

30.07.2020

  • White Google+ Icon
  • Twitter Clean
  • facebook

2020 Domingos Pascoal

Aracaju, Sergipe