Opressão - Por Cris Souza


Penso em libertar

meus versos,

da opressão

e da minha agonia.


E quando a noite chegar,

não há o que lastimar,

a morte não vinda,

é esmola negada.

Não quero críticas,

o sol do meu futuro,

o que me foi devido,

o que me foi prometido,

já deveria ter vindo.



30/01/2020

  • White Google+ Icon
  • Twitter Clean
  • facebook

2020 Domingos Pascoal

Aracaju, Sergipe