2019 Domingos Pascoal

Aracaju, Sergipe

  • White Google+ Icon
  • Twitter Clean
  • facebook

Entrevista com o Jovem Álvaro Silva Santos

Álvaro é um jovem que desde sempre viveu na zona rural de Monte Alegre de Sergipe, mas alimentado por um sonho de tornar-se um grande profissional. Hoje, cursa Fisioterapia na Faculdade AGES com foco em atender ao próximo com muita dedicação. Participou do projeto “A Poesia indo à Escola” desenvolvido no Centro de Excelência 28 de Janeiro, Monte Alegre de Sergipe.

 

 

 

 

1)Quem é o jovem Álvaro?

 Um jovem sonhador que busca fazer o bem e ajudar o máximo possível aos que de me precisam.

 

2) Como o desejo de ser fisioterapeuta surgiu?

Iniciei os estudos no curso de fisioterapia após alguns contratempos, "fui com a cara e a coragem", não tinha noção do que significava mas já na segunda semana de aula  após realizar algumas pesquisas, ouvir relatos da importância desta ciência da saúde e ver alguns depoimentos tive a certeza de que é nessa área que eu quero prosseguir e contribuir o máximo possível

 

3) Sabemos que você estudou em escola pública e esta passa por grandes sufocos, mas qual a importância dela na sua formação?

A escola pública me permitiu aprender que é com pouco que podemos fazer muito, mesmo sem estrutura e suporte necessário sempre vi alguns professores dando o máximo para proporcionar a melhor forma de estudo possível aos alunos e isso me motiva até hoje. Além do mais, na escola tive contato com os mais diferentes tipos de pessoas o que me ensinou que sempre podemos ser alguém melhor, mas não melhor que o outro, melhor no aspecto de humanidade, fraternidade, humildade e dedicação.

 

4) O apoio familiar é essencial na nossa vida. Como sua família conseguiu te estimular a conquistar seu sonho?

Sempre observei que meus familiares tinham orgulho ao falar de mim e sempre afirmavam que eu seria alguém do bem e que teria "futuro nos estudos", me fazendo perceber que estava no caminho certo e todas as vezes que estava passando por momentos difíceis sempre se prontificaram com palavras de incentivo o que renovava causava situações de reflexão que constantemente culminava em renovação das energias, me influenciando a conseguir superar.

 

5)Sabemos que na sociedade atual os jovens são direcionados a seguirem outros caminhos e não conseguem criar um projeto de vida. Como você driblou as ofertas sociais e ficou no seu objetivo?

 Meus pais sempre me ensinaram o valor real das coisas, com isso consegui ponderar a relação entre atos e consequências, podendo manter o foco e saber definir o que é importante e o que é fútil.

 

6) Quais estratégias você criou para absorver os conteúdos necessários?

Assimilar o que estudo a situações corriqueiras do cotidiano, considerando sempre o princípio das coisas e não apenas decorando os conceitos. Outra coisa é sempre estudar para aprender e não, somente, para tirar uma boa nota na prova.

 

7) Se você fosse palestrar para um público jovem, o que diria?

"Nós somos os únicos representantes dos nossos sonhos e somente nós podemos fazer com que ele se torne realidade, por isso jamais podemos esperar que as coisas aconteçam de forma diferente sendo que sempre realizamos os mesmos atos, façam sempre o seu melhor, mas se em algum momento tiver que optar entre subir na vida "pisando na mão do outro" ou contribuir para que o outro tenha suas conquistas com humildade, escolha a segunda opção pois sempre que ajudamos conseguimos evoluir em conjunto!". 

 

8) O que podemos esperar do fisioterapeuta Álvaro?

 Um profissional dedicado e disposto a fazer o melhor!

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Bienal do livro de Maceió, a difícil arte de vender livros - Parte II - Por Antônio Saracura

19/11/2019

1/10
Please reload

Posts Recentes