2019 Domingos Pascoal

Aracaju, Sergipe

  • White Google+ Icon
  • Twitter Clean
  • facebook

Agradecimento a ABLA

16/06/2018

Ontem, dia 15 de junho de 2018, foi instalada a Academia Barracoqueirense de Letras e Artes. Aqui deixo meu agradecimento a todos que fazem aquela Arcádia Literária e, também aos que representando outras Academias concorreram, com as suas ilustres presenças, para o brilhantismo daquela festa de instalação. (noutra postagem nominarei todos). Como foram muitas as mensagens de gratidão, vindas dos que fazem a ABLA, pela grandeza e representativeidade da festa, resolvi fazer, também, um agradecimento, como segue.

 

AGRADECIMENTO

 

 

“Na verdade, queridas Confreiras e queridos Confrades sou eu quem, muito honrado e feliz agradeço a Deus e a cada um de vocês a oportunidade de juntos plantarmos mais uma semente, muito obrigado. A semente foi semeada, graças a Deus e a cada um de vocês, como já disse, muito bem plantada. Resta-nos cuidar muito bem dela com o comprometimento que vi espelhado no olhar de cada um, ontem à noite. Creio que ninguém estava ali brincando de faz de conta. A ABLA – Academia Barracoqueirense de Letras e Artes é uma realidade, uma grande realidade. A ABLA é o nosso maior referencial da cultura, da memoria, da literatura, da educação e do conhecimento desta tão prospera cidade. Sem o animus da competição (eu ganho e você perde). Mas com om signo da cooperação, (eu ganho e você ganha) se Deus quiser cresceremos um pouco e harmoniosamente todo dia. É este o pedido que faço a Deus para que ilumine as cabeças pensantes da ABLA, que somos todos para que sigamos os passos dos que conseguiram construir algo significante no mundo. Estes Heróis, como diz o poema, tão bem representado pelo nosso Adnil, “são pessoas comuns que foram e fizeram a diferença”. Eles seguem uma pratica muito simples que peço a Deus que nós todos, da ABLA, também sigamos: 1. Pensar grande; 2. Começar pequeno; 3. Crescer sempre. Um pouco a cada dia, a cada semana, a cada mês... Sem, contudo, nunca parar de ir adiante, crescer.


Vamos lá? Vamos cuidar com muito carinho e comprometimento da semente que foi semeada no dia 15 de junho de 2018? Ela é semente, depende única e exclusivamente de nós e de um solo bom para germinar, crescer, florar e dar suculentos frutos. O solo ela tem, Barra dos Coqueiros é rica em “minerais” de memória, história, cultura e saberes... Está nas nossas mãos. 
Deixo mais uma reflexão feita por um pastor americano, chamado Roberto Shuller que tem muito a ver com a semeadura que ora fazemos com a instalação da Academia Barracoqueirense de Letras e Artes:
“Você pode até contar quantas sementes tem dentro de uma laranja. Mas, jamais, você contará, quantas laranjas existirão dentro de uma semente”. Pensemos nisso.

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Bienal do livro de Maceió, a difícil arte de vender livros - Parte II - Por Antônio Saracura

19/11/2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo