2019 Domingos Pascoal

Aracaju, Sergipe

  • White Google+ Icon
  • Twitter Clean
  • facebook

Raul Hélio Feijão - FERIADO DE 30 DE ABRIL EM GROAÍRAS

13/05/2019

 

Raul Hélio Feijão é Professor, Advogado e Radialista. Graduado em Direito e Especialista com pós-graduação em Direito Constitucional, ambos pela UVA – Universidade Estadual Vale do Acaraú. Membro efetivo vitalício da Academia Groairense de Letras, Cadeira nº 25, mora em Groaíras, Ceará.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em 30 de abril o município de Groaíras comemora “O dia do Padre Mororó”. A data é feriado municipal. O Centro Educacional Padre Mororó enquanto existia, tendo à frente seu diretor, o saudoso Mons. Cleano fazia nesta data vasta programação com gincanas, torneios esportivos e outras movimentações. Numa destas datas na década de setenta, Mons. Cleano organizou uma equipe de alunos demarcando no então bairro Mato Grosso, hoje bairro Padre Mororó, determinado lugar, onde supostamente seria o local onde se situava a casa onde nasceu Mororó, com o objetivo de ali ser erguido algo, quem sabe um monumento, em homenagem ao ilustre groairense, no entanto tal projeto nunca foi avante. Por ideia de alguns groairenses, entre eles Domingos Pascoal de Melo foi criado o Memorial Padre Mororó, cujo prédio pertence ao Tribunal de Justiça do Estado Ceará, cuja conservação se encontra extremante prejudicada. 


Atualmente, a data transcorre praticamente sem comemoração, ao não ser nas escolas. O mesmo ocorria com o dia sete de setembro, cuja data no período de atividade do citado colégio e de seu diretor, era festejado com vasta programação cívica. Depois que este fechou as portas o dia da independência ficou por longo período quase no esquecimento, ou seja, sem nenhuma atividade cívica. Porém, no ano de 2018 por inciativa da Prefeitura Municipal na gestão do atual prefeito Ueliton Vasconcelos, ocorreu linda programação bem aos moldes das que promovia Mons. Cleano, podendo o mesmo pode ocorrer com o feriado do dia de Padre Mororó.


Dois textos, um escrito por Dr. Domingos Pascoal de Melo, no mês de maio do ano de 2008, intitulado “Execução de Pe. Mororó ocorreu há 183 anos” e outro escrito em 30 de abril de 2013, por Dr. Augusto Martins Melo, cujo título é “O dia de Pe. Mororó em Groaíras”, ambos autores groairenses, além de noticiar fatos históricos são interessantes porque nos leva a refletir mais sobre este sacerdote nascido em Groaíras, o que significa para nós e o dia 30 de abril a ele dedicado. Destaca-se no primeiro de Pascoal, o seguinte trecho: “O seu nome, como de muitos outros mártires brasileiros, encontra-se na gaveta empoeirada do esquecimento, inclusive na sua cidade natal, Groaíras, pouca atenção tem sido dispensada àquele que foi seu filho mais ilustre. Nas décadas de 60 e 70, o então prefeito Cezário Feijó de Melo, um de seus descendentes, colocou o seu nome numa rua e numa praça. Na década de 80, quando governava o município, Joaquim Guimarães Neto, foi feita a divisão da cidade em bairros, o local onde ele nasceu, conhecido como Mato Grosso, passou a chamar-se bairro Padre Mororó, porém, pouca gente hoje tem conhecimento disso e, por tal razão, continua a ser conhecido pela antiga denominação.”  Já na texto de Augusto Martins, a seguinte passagem: “Minha reflexão passou a incomodar-me, pois não podemos relegar o berço e a importância desse personagem na formação da identidade do groairense, afinal de contas, é impossível nascer nessa cidade sem ao menos ter ouvido falar de Mororó, seja o nome que batiza a rua ou seja o feriado do dia 30 de abril, quando todas as repartições públicas estão fechadas.” 


 

Foto: Reprodução 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

1ª edição do "Sarau no Coreto" em Nossa Senhora da Glória

22/01/2020

1/10
Please reload

Posts Recentes